iniciar sessão

Ensaios

CR-Z GT Top

  • Publicado em Ensaios
  • Visualizações: 1787

Honda CR-Z GT Top

Com um design que faz lembrar o antigo CRX, o CR-Z é o carro que a Honda apelidou de "Híbrido desportivo" combinando um motor gasolina com outro eléctrico, equipado com uma caixa manual de seis velocidades.

Desengane-se quem achar que o carro tem falta de motor. O motor de 1.5cc com um total de 124cv (total do conjunto dos dois motores) chegam perfeitamente para proporcionar bons momentos ao volante.

No interior, nesta versão GT Top, deparamo-nos com bancos em pele aquecidos e um tecto panorâmico que proporciona mais luz no habitáculo.
A visibilidade traseira e os banco na rectaguarda são os seus pontos negativos. A mala é pequena devido ao módulo de baterias que ocupa grande parte da mesma.

A posição de condução é bastante boa com toda a instrumentação muito perto do volante
No lado esquerdo do painel existem 3 botões: Econ, Normal e Sport. Cada um deles dá um comportamento diferente ao conjunto.

Já na estrada e em modo "Econ", o carro tem uma resposta mais lenta do acelerador, a direcção não é tão precisa e o ar-condicionado não funciona na sua máxima força. Tudo para que a condução seja o mais económica possível e ajudar a poupar ao máximo as baterias que alimentam o motor eléctrico.
Numa condução despreocupada o consumo anda na casa dos 6l por cada 100Km percorridos.

O modo "Normal" é o melhor compromisso na relação potência/consumos. O carro responde melhor ao acelerador, não nos deixando atrapalhados quando precisamos de obter uma resposta rápida do motor, no caso de uma ultrapassagem por exemplo.

Nestes dois modos, o painel de instrumentos varia entre o tom verde e azul, indicando-nos se estamos a ter uma maior ou menor condução económica. Existe também a sinalização "Up" e "Down" que nos indica quando devemos subir ou reduzir uma mudança.

No modo "Sport", o painel passa a tons avermelhados. O carro responde instantaneamente ao pisar o acelerador e a direcção torna-se mais precisa. Qualquer ajuda para uma condução económica é desligada e o objectivo passa a ser apenas um: diversão.

É neste modo que sentimos a verdadeira alma desportiva do CR-Z. O motor ruge nas altas rotações relembrando o som do seu antecessor. A caixa é curta e precisa, bem ao nível de qualquer Type-R ou S2000 e a suspensão é firme e através dela conseguimos ter uma boa percepção da estrada e um bom comportamento em curva. Os consumos neste modo disparam, não sendo nada difícil chegar aos 10l/100km.

De um modo geral, o CR-Z é um pequeno desportivo (mesmo que não seja um puro e duro) que numa condução sem pressas, e graças ao modo "Econ", permite obter muitos bons consumos mas que por outro lado também permite obter boas e divertidas experiências de condução, usando o modo Sport.
Graças ao seu motor eléctrico, que disponibiliza o seu binário máximo a qualquer rotação, torna-se um carro bastante agradável de conduzir seja em cidade ou numa estrada serpenteada que, verdade se diga, é o seu habitat natural.

 

Pontos positivos





- Chassis
- Caixa de velocidades
- Direcção

 

Pontos negativos





- Visibilidade traseira
- Lugares traseiros

 

 

Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top
Honda CR-Z GT Top