iniciar sessão

Ensaios

Honda Civic 2.2 i-DTEC

  • Publicado em Ensaios
  • Visualizações: 2180

Honda Civic 2.2 i-DTEC

Depois de termos experimentando a versão 1.8 a gasolina, chegou a vez de testarmos o motor i-DTEC no Honda Civic!

O motor de 2.2 litros debita 150cv com um binário máximo de 350Nm que permitem uma condução descontraída, sem que tenhamos de recorrer à caixa pois o motor mostra-se muito disponível em qualquer rotação.
Num total de mais de 1000Km percorridos, durante o empréstimo da viatura, conseguimos fazer uma média de 6l/100Km num percurso misto (autoestrada e centro da cidade).


Dentro do habitáculo, para além do equipamento base do Civic (como a câmara de marcha-atrás), a versão Executive traz ainda mais equipamento tais como os bancos em pele aquecidos, o tecto panorâmico, o sistema de telefone mãos-livres por bluetooth, o sistema áudio premium compatível com MP3 e subwoofer, regulação eléctrica do apoio lombar no banco do condutor e passageiro e o ar condicionado automático de dupla zona.
Adicionalmente, a unidade ensaiada tinha também alguns opcionais como o Sistema de Navegação HDD, entrada de vídeo, o controlo de velocidade de cruzeiro adaptável (ACC) e o sistema de travagem atenuante de colisões (CMBS).

Tanto o ACC como o CMBS funcionam através de um radar instalado na zona do emblema à frente do carro.
O ACC funciona como um cruise control normal com a vantagem de que de uma forma automática o carro trava ou reduz a velocidade quando detecta outra viatura à frente de modo a manter a distância de segurança e retoma a velocidade para o valor pré-definido, logo que a via à sua frente fique livre.
O CMBS é o sistema de segurança que alerta e ajuda o condutor no caso de uma situação perigosa. Este sistema funciona em três fases:
1. Aviso: ouve-se um sinal sonoro e é exibido um aviso no painel de instrumentos se a distância entre o carro e o da frente se reduzir para valores inferiores à distância pré-definida.
2. Precaução: se a distância entre os veículos continuar a diminuir, o sistema CMBS aplica uma ligeira pressão nos travões e retrai ligeiramente duas ou três vezes o cinto de segurança do condutor. O aviso sonoro e visual no painel continuam activos.
3. Acção: Se a colisão for inevitável, os cintos de segurança dianteiros retraem-se fortemente para proporcionar a máxima protecção aos ocupantes dos bancos dianteiros, enquanto o sistema aplica os travões para reduzir a velocidade de impacto.

Em resumo, a unidade testada foi muito agradável de conduzir tanto pela sua disponibilidade do motor como pelos consumos, passando pelos vários sistemas que em autoestrada ajudam a fazer uma condução muito descontraída e segura. O único senão é mesmo o seu preço (mais de 33.000€).


Pontos positivos

 

 

Insonorização
Equipamento de série


Pontos negativos

 


Sensibilidade da direcção
Visibilidade traseira

 

 

Honda Civic 2.2 i-DTEC
Honda Civic 2.2 i-DTEC
Honda Civic 2.2 i-DTEC
Honda Civic 2.2 i-DTEC
Honda Civic 2.2 i-DTEC
Honda Civic 2.2 i-DTEC
Honda Civic 2.2 i-DTEC
Honda Civic 2.2 i-DTEC
Honda Civic 2.2 i-DTEC
Honda Civic 2.2 i-DTEC
Honda Civic 2.2 i-DTEC
Honda Civic 2.2 i-DTEC
Honda Civic 2.2 i-DTEC

 

 {youtube}7Nbb3HnqNqA{/youtube}