iniciar sessão

Ensaios

Honda CRF 250L

  • Publicado em Ensaios
  • Visualizações: 1948

Honda CRF250L

Desde que foi lançada, em de 2012, que a nova Honda CRF 250L despertou muita curiosidade na equipa do espírito Honda.

O conceito de uma moto urbana, para o dia-a-dia, que também possa ser usada para umas aventuras fora de estrada, era à partida uma ideia vencedora. Os números mostravam um motor dócil, e com apenas 144 quilos um conjunto muito manobrável seja em que terreno circule.

Logo no primeiro contacto, e depois de alguns minutos aos comandos da Honda CRF 250L, o adjectivo que nos salta da boca é : atrevida! A CRF é genuinamente uma moto atrevida e divertida, logo nos primeiros minutos.
A posição de condução é soberba, numa postura direita e num banco bastante alto, embora esguio.

O motor é um dos grandes trunfos desta nova CRF 250L. Equipada com um bloco mono cilíndrico a 4 tempos, de injecção electrónica, 23 cavalos e 22Nm às 7000 RPM, mostra-se bastante agradável de utilizar, com uma entrega de potência linear desde as baixas rotações.
Com um consumo anunciado de 3,1 litros por cada 100 quilómetro percorridos, é também um motor muito económico e capaz para os centros urbanos.
O depósito de combustível leva menos de 8 litros, o que faz com que a reserva apareça rapidamente.

Na ciclística está o outro grande trunfo da CRF 250L! A frente equipada com uma forquilha Showa invertida de 250 mm de curso, e a traseira com o tradicional sistam Pro-link com 240 mm de curso, fazem com que a utilização deste conjunto fora de estrada seja muito dinâmica, sempre com boa tracção. Dentro da cidade também é possível tirar partido do longo curso das suspensões, fazendo com que cada lomba e buraco seja mais um sorriso no rosto.

A CRF 250L equipa de origem com uns pneus "cardados", montados numa jante de 21" na dianteira e de 18" na retaguarda, mais indicados para o uso fora de estrada. No entanto, mesmo com chuva, não desiludiram no alcatrão.
Na travagem a Honda equipou este modelo com um disco de 256 mm de duplo pistão na frente e um disco de 220 mm na roda traseira. O tacto dos travões transmite muita confiança e a travagem é muito competente em qualquer que seja o terreno.

No geral a CRF 250L é uma aposta muito equilibrada para quem gosta de brincar na lama e na cidade. Uma moto muito divertida e muito fácil de conduzir, com um motor dócil mas competente e um consumo que agradaria a maioria dos citadinos.

 

Pontos positivos Pontos negativos A opinião dos membros
Facilidade de utilização
Suspensões
Travagem
Posição de condução
Iluminação
Ausência conta-rotações
Capacidade do depósito de combustível
Posição dos poisa-pés do passageiro
A opinião dos nossos membros que fizeram o test-drive

 

Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L
Honda CRF250L