iniciar sessão

Notícias

A MOTOTROFA É O CONCESSIONÁRIO VENCEDOR DA 2ª EDIÇÃO DO TROFÉU HONDA GARAGE DREAMS

Depois de vários processos de votação muito exigentes, finalmente a "Fénix", uma criação do concessionário português Mototrofa, foi eleita a vencedora da 2ª. Edição do Concurso Honda Garage Dreams; este concurso contou com a participação de 36 concessionários de Espanha e Portugal, com personalizações baseadas na popular e bem-sucedida CB650R, que faz parte da família Neo Sports Café da Honda, sendo também oferece uma base perfeita para a personalização.

A história da "Fénix" é uma história muito especial. O concessionário Mototrofa foi devastado no ano passado por um terrível incêndio que destruiu completamente a oficina. Mas, depois de muito trabalho, o concessionário conseguiu levantar-se das cinzas e voltar ainda mais forte. Depois desta experiência e pensando numa determinada criatura da mitologia grega, os funcionários da Mototrofa decidiram batizar a sua criação de "Fénix". Por outro lado, e como já tinham feito com o projeto da CB1000R na primeira edição, decidiram manter o número 93 presente como homenagem ao ano em que a Mototrofa nasceu e também como homenagem ao campeão mundial Marc Márquez.

Em relação à personalização, para além do design, destaca-se o espetacular monobraço oscilante, o escape completo em carbono, a roda traseira da VFR750F, a roda dianteira e os discos de travão da CBR900RR, o belíssimo banco traseiro com luz presença de LEDs por baixo e, claro, o quadro pintado a vermelho.

Mototrofa acabou por se impor numa final muito ajustada às personalizações dos concessionários Autoferro (Múrcia) e Impala (Barcelona), segundo e terceiro classificados, respetivamente.

A transformação da CB650R pela Autoferro consistia numa adaptação deste modelo ao personagem protagonizado por Wesley Snipes no filme Blade. É uma moto de caráter marcadamente agressivo que, na opinião do concessionário, teria sido a moto escolhida pelo personagem se o guião assim o indicasse.

Por outro lado, a Impala decidiu apostar num produto simples, sem a necessidade de modificar estruturalmente a moto, procurando uma estética mais desportiva com a utilização de avanços em vez de guiador e recuando a posição dos poisa-pés. No nível de pintura, esta criação tem por base as cores da CB dos anos 70.

 

Como decorreu o concurso?

Entre as bases do concurso e para conter os custos da atividade, deve-se notar que os concessionários estavam limitados em termos de orçamento para peças e acessórios, para além poderem ter um valor adicional para a pintura.

As propostas finalistas e a vencedora final foram decididas através de vários processos de votação. Por um lado, os fãs puderam votar online usando a página www.hondagaragedreamscontest.com. Por outro, as motos personalizadas estiveram expostas no Revival Café, em Madrid, onde os utilizadores puderam votar ao vivo e escolher a segunda finalista. Aqui também havia um júri composto por especialistas e profissionais da customização que avaliaram as personalizações ao vivo e também votaram nas suas criações favoritas. Por fim, a derradeira vencedora ficou decidida online através do website oficial, onde os fãs puderam votar.

Cabe aqui destacar a excelente participação de todos nos diferentes processos de votação, com mais de 22.000 votos registados, contando os realizados pela página https://hondagaragedreamscontest.com/ e os que foram feitos pessoalmente no Revival Café, em Madrid, onde as motos ainda continuarão em exibição durante esta semana.

 

Mais informações sobre o concurso Honda Garage Dreams: https://hondagaragedreamscontest.com/

 

 

Galeria